Carne vermelha, parar de comer ou não?

Churrasco, porção de filé com fritas, costela, carne moída com batata cozida. A carne vermelha está presente na mesa do brasileiro desde sempre. É comum, inclusive, sairmos para comemorar em algum bar ou restaurante comendo algo que contenha carne vermelha.

A carne vermelha é a carne proveniente dos bovinos e é muito requisitada pelos brasileiros. Afinal de contas, quem não gosta de um bom churrasco, não é mesmo?

Consumir carne vermelha é benéfico ao nosso organismo uma vez que contém  nutrientes e principalmente ferro. Ela é a principal fonte de ferro para o corpo humano, por isso é tão importante incluir este alimento na sua dieta alimentar. Porém, não são apenas benefícios que o consumo de carne vermelha oferece.

O excesso de consumo de carne pode causar problemas intestinais, como prisão de ventre, entre outros. Além disso, muitos tipos de carnes contêm um alto índice de gordura por 100g, o que torna seu consumo inapropriado pelo excesso de lipídios.

Devo parar de comer carne vermelha?

Não! Se você optar por parar de comer carne vermelha, deve estar ciente de que terá que consumir outros alimentos que contenham as vitaminas necessárias para evitar que seu corpo entre em estado de desnutrição. Além disso, você deve consultar uma nutricionista a fim de estabelecer qual quantidade de carne bovina você deve consumir semanalmente (ou diariamente). Outro ponto que você deve analisar é se existem substituições saudáveis para que você deixe de comer carne vermelha no seu dia a dia. Existem pessoas que preferem consumir carne branca (aves ou peixe) ao invés de carne vermelha.

Posso parar de comer carne vermelha?

Poder parar de comer carne vermelha todo mundo pode. Mas antes de tomar esta decisão, você deve marcar uma consulta com seu nutricionista e pedir a ele que monte um cardápio para você de modo a compensar a falta que o não consumo de carne vermelha fará ao seu corpo. Fazendo isso, você pode adaptar sua dieta de forma a parar de consumir este tipo de carne e não sofrer nenhum impacto por não ter feito essa mudança de maneira incorreta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline