Cirurgia para Emagrecer: Veja os Riscos e Contraindicações

A cirurgia para emagrecer ou cirurgia bariátrica é uma alternativa para pessoas obesas conseguirem perder um grande volume de peso e recuperar a própria saúde.

Mas será que essa é mesmo a melhor alternativa? Afinal, trata-se de uma cirurgia e, portanto, existem riscos, contraindicações e também existem outros caminhos menos invasivos!

Cirurgia Bariátrica: Realmente Emagrece?

O primeiro ponto que temos a discutir é se a cirurgia bariátrica realmente pode ser considerada uma cirurgia para emagrecer.

Muitas pessoas se arriscam a fazer essa cirurgia pelo sonho do corpo magro, acreditando que milagrosamente os quilos extras serão eliminados.

Mas não é bem assim que as coisas funcionam na prática. A cirurgia bariátrica auxilia na redução da quantidade de comida que o paciente é capaz de ingerir.

Logicamente, com essa redução ocorre um maior déficit calórico e a pessoa perde peso. Mas existe uma limitação com relação a quantidade de peso que o paciente irá conseguir perder!

E para que se possa perder o máximo de quilos após a redução de estômago, será preciso que o paciente se comprometa e realmente comece uma atividade física supervisionada após a liberação médica e mantenha bons hábitos alimentares.

Riscos e Contraindicações da Bariátrica

Como toda cirurgia, a bariátrica oferece alguns riscos e é contraindicada para alguns grupos de pessoas, confira quais:

  • Pacientes que tenham limitação intelectual significativa e sem suporte familiar adequado;
  • Pacientes com quadro de transtorno psiquiátrico não controlado;
  • Pessoas que apresentam doença cardiopulmonar grave;
  • Hipertensos que possuam varizes esofagogástricas, doenças imunológicas ou inflamatórias do trato digestivo superior, podendo ocasionar sangramento digestivo;
  • Pacientes com síndrome de Cushing decorrente de hiperplasia suprarrenal não tratada e tumores endócrinos.

Essas contraindicações são feitas justamente porque os quadros assinalados aumentam as chances de problemas durante a cirurgia que possam levar o paciente ao óbito durante a cirurgia ou durante o pós-operatório.

Entre os principais riscos da bariátrica podemos elencar:

  • Embolia pulmonar, que causa dor intensa e dificuldade de respirar;
  • Sangramento interno no local da cirurgia;
  • Fístulas, são pequenas bolsas que se formam nos pontos internos dados durante a cirurgia;
  • Vômitos, diarreia e fezes com sangue.

Geralmente, essas complicações tendem a surgir durante o período de internamento após a cirurgia, justamente por isso, os médicos solicitam o período de internação para que o paciente possa ser atendido com agilidade caso ocorra alguma complicação da cirurgia.

Quando a Bariátrica é Vantajosa?

Em alguns casos específicos, é vantajoso para o paciente realizar a bariátrica, como forma não só de emagrecer, mas também de controlar doenças associadas ao excesso de peso.

Pacientes que apresentam comorbidades, ou seja, doenças que estão associadas a obesidade e que podem ser controladas com a cirurgia bariátrica tendem a se beneficiar da redução de estômago.

Por isso, pessoas diabéticas, hipertensas e com outros problemas de saúde ocasionados pela obesidade tendem a obter mais vantagens ao se submeterem ao procedimento cirúrgico.

A Vida Após Bariátrica

E por fim, mas não menos importante, é preciso falar sobre alguns pontos relacionados a vida após a cirurgia bariátrica.

Essa cirurgia é um procedimento invasivo que irá contribuir para o emagrecimento do paciente, mas não é uma solução mágica! A depender do que o paciente come no passar dos anos após a cirurgia, é possível sim que o peso seja recuperado.

Mas ao fazer a cirurgia é preciso adotar uma série de cuidados nutricionais visando que o corpo tenha todos os nutrientes necessários para se manter saudável.

Por isso, o acompanhamento nutricional após a cirurgia bariátrica é fundamental para a saúde e qualidade de vida.

Quem pensa que ao fazer a cirurgia nunca mais precisará se preocupar com o que come, está profundamente equivocado, principalmente porque a alimentação precisará ser realmente nutritiva, uma vez que o corpo já não possui toda a sua capacidade de absorver os nutrientes ofertados pela comida.

Existe Outra Solução Para Um Obeso Emagrecer?

Se você está obeso e deseja emagrecer, é importante consultar um endocrinologista e um cardiologista. Esses dois especialistas poderão fazer um check-up geral da sua saúde e indicar quais os melhores caminhos para a sua perda de peso.

Se for possível no seu caso, é recomendada a prática de atividades físicas e o início de uma reeducação alimentar será fundamental.

A mudança nos hábitos alimentares irá proporcionar a diminuição da quantidade de calorias ingeridas ao longo do dia, o que tende a favorecer a perda de peso natural.

O acompanhamento médico nesse caso é crucial para que os quilos extras possam ser eliminados e a sua saúde se recupere.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *